Pesquisar neste blogue

terça-feira, julho 16, 2013

os passos de um sistema invisivel

Snowden "possui uma enorme quantidade de documentos que provocariam graves danos ao governo dos Estados Unidos caso fossem publicados" (Ler mais) . Mas "esse não é o seu objectivo (...) o objectivo de Snowden é revelar os riscos que representam "os programas informáticos que as pessoas utilizam por todo o mundo sem saber ao que se expõem e sem terem aceitado conscientemente renunciar ao direito à protecção da sua vida privada". Não é de agora; nos Estados Unidos espiam-se juizes, congressistas, generais, pessoal administrativo da Casa Branca, etc. No estrangeiro há evidências da devassa das mais importantes autoridades dos paises susceptiveis de fugirem ao controlo do neoliberalismo por todo o lado, desde a Argentina, até à Bolivia. O Brasil é dos paises mais espiados pelos EUA. No sentido de pôr fim ao escândalo, os paises reunidos na Cimeira do Mercosul vão recorrer a instâncias internacionais para que sejam impostos limites às práticas de espionagem.

Não é o caso de Portugal cujos governos permanecem neocons de pedra e cal, embora com o risco da grande maioria do povo ter perdido a confiança num sistema demasiado corrupto para ser ocultado... Vai daí.. sopesando as ameaças em ambiente digital, as corporações com autorização para procederem a escutas electrónicas, três delas do Governo, são as seguintes:
Policia Judiciária . Policia de Segurança Pública . Guarda Nacional Republicana . Serviços de Estrangeiros e Fronteiras . Policia Judiciária Militar . Policia Marítima . Orgãos da Autoridade Tributária . Autoridade de Segurança Alimentar e Económica ASAE . Comissão de Mercado de Valores Mobiliários . Inspecção Geral das Actividades Culturais . Inspecção Geral do Ambiente e Ordenamento do Território . Inspecção Geral do Trabalho . Direcção Geral das Alfândegas e dos Impostos Especiais sobre o Consumo . Autoridade Tributária e Aduaneira


Sem comentários: