Pesquisar neste blogue

domingo, dezembro 23, 2012

o que esconde Cavaco? O que a reportagem da SIC se esqueceu de mencionar..

o que a SIC disse:
A venda ao BIC da carcassa do BPN pelo preço irrisório de 40 milhões de euros obrigou o Estado a separar o bom banco do mau banco. O BIC só ficou com o bom banco.

o que a SIC se esqueceu de dizer:
a cumplicidade fulcral de Cavaco Silva na Mega-Fraude BPN, cujo gang governativo do partido dito "social democrata" conluiado com o partido dito "socialista" conseguiu pôr todos os portugueses a pagar a fraude dos homens do presidente


"O sistema mundial off-shore (de paraisos fiscais) não é um conjunto de determinados territórios ou de ilhas tropicais mais ou menos paradisíacas. O sistema mundial off-shore é o conjunto estruturado de todos os interstícios, fronteiras e divisões que separam os cerca de 200 países à face do planeta e através dos quais as grandes empresas multinacionais (como a SNL ou o Carlyle Group) têm vindo paulatinamente e quase sem se dar por isso a fugir à fiscalização reguladora de um qualquer Estado Nacional. E de passagem a deixarem de pagar os impostos que antes pagavam (...) a existência e funcionamento mundial de off-shores tem contribuido, de forma decisiva, para a emergência e explosão da famigerada "crise da dívida" (Guilherme da Fonseca-Statter, in "O Escândalo da Dívida, ou Os que Venderam a Alma ao Diabo, Agosto de 2012, Ediç. Página a Página).

Não há dinheiro porque a parte mais importante dos contribuintes não a entrega ao Estado. Portanto, quando os governos dizem que toda a gente viveu e vive acima das suas possibilidades e que todos devemos pagar agora impostos descomunais para sustentar as artimanhas e "desvios" dos gangs sob protecção das elites governantes, o que nós devemos concluir é que somos escravizados a pagar a parte daqueles que deixaram de pagar porque estão acima da Lei. Já que "esta coisa", (o país), é isto, então uma reinvindicação possivel seria que todos pudessem por igual ter iguais oportunidades para roubar o Fisco. Todo o português tem direito ao seu off-shore, seria a palavra de ordem na única perspectiva de voltarmos a crescer. O Cavaco nunca nos enganou. O Cavaco é um farol da vanguarda dos ladrões do financiamento dos bens sociais do Estado. Pena que nos portugueses subsistam preconceitos de honestidade que não nos ajudam em nada a compreender o grande Homem que temos na velha praia de Belém.

2 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Bate n'avó disse...

Isto está como eu costumo dizer: "onde todos pagam nada é caro".
Faz-me lembrar as almoçaradas do trabalho, onde havia sempre um gajo que se esquecia da carteira ou que tinha notas grandes. Os beneméritos lá faziam uma colecta e o gajo ficava com o almoço pago.
Assim vai o país.

Não é nada de especial mas vale a penar ver: http://apodrecetuga.blogspot.com/.