Pesquisar neste blogue

sábado, outubro 30, 2010

David Icke: pseudo-contestação em Lisboa (II)

" (...) e irá condenar-nos, e aos nossos filhos, a uma ditadura global fascista/comunista, a uma escala que faria corar o próprio Orwell"

E nada como consultar as fontes. Treslendo por aí numa banca o último livro de Icke, “Raça Humana Ergue-te!” nenhum pacóvio pode ficar desencantado. É de facto um mimo do mais puro e gasoso esoterismo. Vale mesmo a pena deitar uma vista de olhos, porque ali dentro até o "Bush é um reptiliano comandado pela Matriz Universal a partir da Lua, que é um planeta artificial criado pela raça gasosa dos reptilianos". Pela módica quantia de 30 euros por cada exemplar fica-se com um "tijolo" de 700 páginas para aquecer a lareira no inverno. (Ver um naco da prosa aqui). Tudo isto é tão inverosimel que não pode haver quem não se convença que a tribo sionista de Israel/Wall Street não contrataria melhor submarino anti- comunista para fazer passar a ideia que existe alguém que se atreve à contestação livre da "nova ordem global"

Contra ou a favor da ideia de Israel, sempre pulularam uma imensidade de “Messias” ao longo da História, onde os misticismos sempre lutaram pelo pão nosso de cada dia. Um dos mais famosos da história dos Judeus é o que teve como fonte os antigos “livros bíblicos”, histórias do outro mundo. Calculam os eruditos judeus que a primeira redacção do livro Deuteronómio foi realizada em meados do séc. VII a.C. sendo que a versão final data do séc. V-IV a.C. - Desmontar a ideia é simples: acontece que as palavras “espiritismo” e “espírita” que constam na compilação dos 5 primeiros livros da Bíblia, só foram inventadas em 1857 (ver aqui)... logo é impossível que tenham sido escritas no Deuteronómio 18 tantos séculos antes.
as palavras espiritismo e espírita surgiram em 18 de Abril de 1857 publicadas no “O Livro dos Espíritos”, onde Allan Kardec, para além de as utilizar pela primeira vez, também fornece o seu significado, um neologismo que associa o Espírito+Doutrina, palavras novas que facilitavam a difusão de um novo conjunto de ideias, para designar tudo o que diz respeito à comunicação com o Além-túmulo.

o Gnosticismo foi um movimento religioso esotérico que floresceu durante os séculos II e III - segundo os gnósticos, as sementes do Ser Divino caíram no universo material – que, na sua totalidade, é mau – e ficaram encarceradas nos corpos humanos. O conhecimento ou gnose (do grego) poderia despertar estes elementos que voltariam à própria casa, isto é, ao reino espiritual”. Torna-se então evidente que o Profeta David Vaughan Icke, embora misture habilmente alguma verdades (como convém) (1) com mentiras grosseiras, não nos traz nenhuma novidade com essa treta dos “nossos ancestrais como seres gasosos” aos quais um dia iremos regressar, a gases como os cristãos dizem do pó, ou os árabes disseram poeticamente das estrelas.

(1) Com Alex Jones, o que David Icke disse em 1/3 do Holocausto (video 4h:15min:20seg)
.

5 comentários:

Karocha disse...

http://infamias-karocha.blogspot.com/

Anónimo disse...

¿pragmatismo anglosajón?

Anónimo disse...

faltou-lhe referir uma filosofia racionalista (algo parecida com a do Kardec, não jogador do Benfica) fundada por um português no Brasil nos primórdios do século 20,com muitos seguidores por todo o mundo

http://www.racionalismo-cristao.org.br/filosofia.html

xatoo disse...

eh, eh anónimo - afinal também temos gente esperta, tem muita piada esse tuga da filosofia d"A Vida fora da Matéria" e do "Jesus histórico" uma personagem sobre a qual nem sequer existem provas concretas de ter alguma vez existido

Anónimo disse...

David Icke en España