Pesquisar neste blogue

sábado, outubro 11, 2014

AliBabá no reino dos 40 milhões de ladrões

"... peço-te que esvazies, uma vez mais, a tua taça, tu vais para Oeste, além fronteiras, e não tens lá amigos" (poema da dinastia Tang, 618-907)

É voz corrente entre nós (a da propaganda anti-comunista assimilada pelos Media) que a República Popular da China vive hoje debaixo de um regime capitalista atroz, pior, que o Partido Comunista determinaria uma politica imperialista no contexto do mercado global, igual a qualquer outra forma de exportação de capitais. Será assim? o Capital com origem no Trabalho e nos outros factores de produção da China é da mesma natureza do Capital que inflaciona e irradia a corrupção financeira a partir de Wall Street?

Quantos conflitos com origem nos seus negócios estrangeiros já provocou a China?... ao contrário, os Estados Unidos para defender os seus interessses económicos imperialistas já provocaram 201 conflitos e invasões militares nos últimos 60 anos. Trata-se da dominação de uma estrutura global sobre todos os paises; estrutura essa que cria e aproveita a divisão internacional do Trabalho para os dividir e explorar através da emissão de moeda puramente especulativa. Ao contrário a China faz investimentos no Ocidente com Capital que, em termos marxistas, corresponde a trabalho acumulado sobre a produção de bens e serviços na ecomomia real. Portanto, há uma diferença, a acusação de imperialismo feita aos dois casos como se fossem iguais é desajustada... porque vemos 93 por cento das transações mundiais serem feitas em dólares e não em yuans. Será admissivel a existência de capitais especulativos na economia interna da China? o caso do lançamento da Alibaba na bolsa de Wall Street vem ajudar-nos a perceber a questão. Parece que essa operação não foi admitida na bolsa de Hong Kong porque não cumpria as regras exigiveis, aka, não ser de indole especulativa.  Mas ninguém melhor que o comediante Jon Stewart para, a brincar a brincar, nos explicar coisas sérias: 
"Foi a maior estreia de sempre em Bolsas mundiais - a Alibaba do empresário chinês Jack Ma, poucos minutos depois de ter entrado em Wall Street, já valorizava 47 mil milhões de euros,
 atingindo um valor de mercado que ultrapassa a Amazon, o Facebook, o JP Morgan Chase, a Petrobás, a Coca-Cola e o PIB anual português":

............

afinal, segundo a inteligentsia ocidental a coisa parece ser coisa boa: "Bolsas mundiais em euforia com estreia de empresa tecnológica chinesa" (SIC-Noticias)

1 comentário:

taawaciclos disse...

Olá xatoo!

Que melhor local para especular que o epicentro da especulação mundial Nova Iorque, com a FRS a imprimir papel-moeda a CUSTO ZERO para os especuladores!?!?

É apenas "business as usual", nada mais!

Quando as BOLHAS criadas pela FRS/BCE/BoE rebentaram, e parece que já atingiram o ponto de inflexão (vê aqui VAMOS, NÓS ESCRAVOS OTÁRIOS, levar outra vez com a TRETA do costume...

Por um lado até gostava que as BOLHAS rebentassem já (final de 2014 inicio de 2015) só para ver as reacções dos partidos!

Vai SER DE RIR!

Não se preparem e depois vão chorar para a TV como o Carlos Queirós!

Abraço
VOZ a 0 db