Pesquisar neste blogue

quarta-feira, outubro 29, 2014

PS, a abstenção violenta do Seguro volta a atacar com o Costa

óh mãezinha, o que é o socialismo?
O novo secretário-geral do Partido dito Socialista arrivou à cadeira de chefe emproado no discurso que alguma coisa se teria de fazer a uma dívida que é impagável, reestruturá-la, por exemplo, à semelhança do que tem vindo a sugerir o Bloco de Esquerda. O Parlamento, dominado pela Direita respodeu: "sim, podemos admitir isso a discussão, porém rejeitamos qualquer alteração ou renegociação", quer dizer, os deputados podem falar, falar,mas deixá-los tomar decisões... nem pensar! - e António Costa meteu a viola no saco: "qualquer mudança terá de vir de cima, de um poder superior, da União Europeia". Entretanto, o grupo parlamentar do Bloco de Esquerda fotocopiou o Manifesto dos 74 na sua proposta de resolução, desafiando o PS e desmontando expectativas de mudança da actual politica neoliberal com um futuro governo de António Costa. "A ruptura com a dívida e o tratado orçamental estão no centro de uma alternativa à austeridade e das convergências necessárias à esquerda" comenta um responsável do BE: para bom entendedor, uma abstenção basta. Por sua vez noutra hora e no mesmo local o Bloco de Esquerda abstém-se sobre saída de Portugal do Euro.
a ler
"Livre, a pulguinha por detrás da orelha do elefante neoliberal PS... a gaffe de António Costa é um alerta para aqueles que parecem já dominados pela complacência, perante a perspectiva de umas eleições ganhas à partida" (no Ladrões de Bicicletas)

1 comentário:

Apolineo Gouveia disse...

Realmente o Ps que nunca teve ninguem procura agora alguem. Mas o Antónia Costa se não me engano foi feito á Palla ! E...maizinha olha ela !