Pesquisar neste blogue

sexta-feira, janeiro 24, 2014

a burguesia "baixou o défice", os trabalhadores foram vítimas de um esquema fraudulento

Isto não é uma hipérbole, ou uma 'teoria da conspiração' idiota. Esta é a realidade ... São precisas 3 biliões de pessoas, combinando todos os seus bens e riqueza para igualar a riqueza das 300 milionárias figuras que decidem a emissão de papel como moeda global, a Reserva Federal dos Estados Unidos (FED). Este Cartel Bancário, as "elites" que centralizam o processo de globalização dos mercados... ocorre por design determinista, utilizando a ânsia geral e a ignorância das grandes massas por créditos que ilusoriamente lhes permitam viver sem trabalh#r. É uma insanidade. Reduzidos a salários insignificantes, sem acesso à propriedade pública, sem rendimentos de património (sugado pelo endividamento), aceitando como herança a estupidificação, os trabalhadores não têm quaisquer recursos, suporte ou defesa contra a selvageria em curso. Desarmados, permitem que as suas elites corruptas se dediquem exclusivamente à prática de inconstitucionalidades, ao afã de gerirem autênticos esquemas de Ponzi, superiormente acolitados por essa rede corruptamente chamada de "Bancos Centrais". Podemos parar esta insanidade por um simples levantamento popular?

Não existe absolutamente nenhuma dívida nacional, o que se diz que é divida é uma coisa totalmente mítica, foi congeminada de forma corrupta, criada inconstitucionalmente, principalmente pela burguesia nacional aliada a um grupo de assassinos estrangeiros, por criminosos de elite do crime organizado que fazem a gestão de rançosos "Bancos Centrais"... cuja testa de ferro da organização está sediada em Washington e se chama Reserva Federal, propriedade privada de uma familia restrita e seus aliados de proximidade que controlam toda a rede da economia mundial. (veja aqui a lista de bancos que integram o esquema de endividamento e exploração dos povos
Pode-se perguntar: o que é que "eles" emprestam? recorrendo apenas a um exemplo: a Dívida das empresas públicas em Portugal subiu 565 milhões de euros desde a chegada da Troika. Então o dinheir# da "ajuda" não foi emprestado para pagar os défices públicos? então porque é que sobe? em vez de descer? onde foi parar o dinheir# e mais o aumento brutal de impostos? Se ninguém sabe dizer para quê, para onde e para quem vão os juros, comissões e mais proventos debitados na amortização da "Divida", como pode esta não ser considerada um esquema fraudulento e não uma dívida?

1 comentário:

taawaciclos disse...

Olá!
"Se ninguém sabe dizer para quê, para onde e para quem vão os juros, comissões e mais proventos", do alto da minha ingenuidade vou tentar responder!

É o saque vai para:
Família Sachs
Família Morgan
Família Lazard
Família Moses Seifs
Família Warburg
Família Lehman
Família Rockefeller
Família Rothschild
Família Loebs

Estão são as do topo! Depois a nível intermédio temos as Famílias que dominam as terrinhas! Portugal tem as suas, Espanha tem as suas... E por aí fora!

Abr
Voz a 0 db